O objeto

A escrita, meus galhos tortos.

Últimas Publicações

O verso em minha não escrita funciona enquanto ponte por onde exercito o haikai da síntese. Não sou poeta. Rabisco versos em nome da minha prosa.

Alguns livros publicados: O Vermelho dos seus castanhos, Orgasmografia, Trabalho de luto [+]

Verso

Prosa

A prosa é o instrumento por onde me entendo como um quase coisa. A yoni por onde renasço indefinidamente como um não escritor, um meta artista. A minha escolha política, o espaço não hegemônico para reestruturar as subjetividades e atrocidades do mundo em que vivo.

Alguns livros publicados: Outros eram apenas ossos, Pedaços Humanos, Trinta e três [+]

Março / 2020

mockup_1.png

Setembro / 2019

  • skoob-icon-300x300
  • YouTube
  • Instagram

© 2020 por Leonardo T. Vieira.