Você e a Covid-19: liberdade, responsabilidade e solidariedade

A liberdade é um estado da mente?


Talvez.


O que posso afirmar é que a liberdade só existe em sociedade.


Muita gente ao longo deste ano de 2020, quando a Pandemia foi oficializada e a quarentena sugerida, usou como desculpa sua "saúde mental" para agir sem responsabilidade e jogar a solidariedade no lixo.


O agravante da responsabilidade com relação a epidemia de Coronavirus não é tão difícil de entender.


Vou ilustrar:


É como um tiro que você dá "sem querer querendo". A bala do tiro, quando acerta uma pessoa, não para nela. Pelo contrário, a bala se multiplica e continua seu percurso acertando outras pessoas e se multiplicando mais e mais. Esses projéteis, assim como um tiro às cegas, podem acertar de raspão uma parte do corpo não letal ou órgãos vitais. Não dá para ter certeza, apenas prever, estimar... Se você ficar em casa, isso é certo, o tiro vai se alojar na parede e não vai se multiplicar (ele precisa da carne humana para isso). Se você sair de casa e usar máscara (a todo o momento e só tirar quando voltar), manter o distanciamento, não ter contato direto (aperto de mão, abraço...) e higienizar mãos e objetos o tempo todo, você vai atirar para o alto e, com sorte, talvez a bala não caia na cabeça de ninguém, porém, pode acertar, sim, alguém, inclusive você.


Estamos em um tiroteio de bangue-bangue onde os tiros não terminam alojados nos corpos que acertaram, mas se multiplicam e se transformam em assassinos seriais. E nesse faroeste o mocinho/herói não é quem fica na rua para dar o tiro, mas sim aqueles que correm para dentro de suas casas.


Saúde mental não é estar bem com você. Saúde mental, assim como a liberdade, é algo que só existe em sociedade. São conceitos e condições que não dependem exclusivamente do indivíduo, mas, sim, do coletivo - do social. Mesmo o ermitão só é ermitão, porque existe uma sociedade para sustentar essa dialética. Então, a sua saúde mental, também é uma saúde social - coletiva.


Como é possível ser livre ao cercear a liberdade do outro?


Como é possível ter saúde mental ao ignorar a saúde do outro?


A liberdade só pode existir quando há responsabilidade. E a responsabilidade é uma ferramenta política, social. Ferramenta que só se constrói a partir da solidariedade.


Sem solidariedade o ser humano deixa de ser um animal social - "racional", passa a ser apenas uma praga, uma peste sobre o solo do planeta.


Mas o que é solidariedade?


Talvez, pelo menos para mim, há um pensamento marxista/anarquista que define bem solidariedade. O seguinte:


"De cada qual, segundo sua capacidade; a cada qual, segundo suas necessidades"

Inclusive, assemelha-se muito à definição jurídica para solidariedade:


"Compromisso pelo qual as pessoas se obrigam umas às outras e cada uma delas a todas."

Assim como uma árvore precisa primeiro ser semente, depois raiz, depois muda e, enfim, árvore, assim é com a sua saúde mental. Sem solidariedade e responsabilidade, você acaba com a sua liberdade e a dos demais.


E como é possível ter saúde assim, quanto mais saúde mental?


As nossas escolhas individuais, mesmo que, assim como o vírus, não sejamos capazes de perceber, afetam e agravam o racismo, o especismo, a pobreza e a miséria no mundo.








#coronavirus #liberdade #sociedade #reflexão #crônica


  • skoob-icon-300x300
  • YouTube
  • Instagram

© 2020 por Leonardo T. Vieira.