Trabalho de luto

Sobre

Chega o momento em que o luto precisa ser trabalhado. Trabalho de lápide. Lapidado. Seja no choro ou na prosa. No silêncio ou no verso. No abstrato ou no sentimento. O luto por quem vai para nunca mais voltar ou de quem chega ao que muitos acreditam ser o poder. Poder sobre os outros. É aí que o luto se transforma em luta e a luta, mesmo sob o peso do luto, precisa continuar. Aqui um pouco do choro do poeta, mas também luta, luto, luta, luto...

Curiosidades

Alguns poemas presentes neste livro foram trabalhados pelo autor ao longo de uma década, como forma de trabalhar o luto pela morte de seu pai.

O livro só ganhou vida a partir do momento em que o autor precisou de uma catarse para suportar os tempos sombrios que estavam por vir.

© 2020 por Leonardo T. Vieira.

Campo Grande, MS. Brasil.